HISTÓRICO

Concebida a partir do trabalho da atriz Leona Cavalli com a dramaturga Ana Vitória Vieira Monteiro, essa jornada para atores teve início em 1999 quando a atriz convidou a dramaturga a participar de uma série de palestras e vivências para atores no SESC Ipiranga em São Paulo. No ano seguinte Leona Cavalli produziu e encenou o texto de Ana Vitória Vieira Monteiro o DISCO SOLAR, por ocasião da reabertura de temporadas teatrais do Theatro São Pedro. Dali para frente a parceria entre ambas se consolidou, o Caminho ganhou corpo e consistência aprofundando a idéia inicial.

 

Realizaram-se JORNADAS em São Paulo:

 

No SESC Ipiranga, em 1999 e 2004, onde foi incorporada a presença da Dra Vilma Gil Gomes, advogada, como orientadora Jurídica.

 

No Cine SESC, em 2003
Na Oficina Cultural Itaquera, em 2003
No Cine–Teatro Bijou, em 2002
Na Oficina Cultural Luiz Gonzaga, em 2001
e No Teatro Nacional, em Brasília, em 2003.

 

POSSIBILIDADES DE REALIZAÇÃO

O CAMINHO DAS PEDRAS tem geografia própria, que se desenvolve em cada jornada.


O CAMINHO DAS PEDRAS pode ser realizado em sua forma completa, em que a metodologia é desenvolvida em três níveis de ação:
- vivências de interpretação com Leona Cavalli
- palestras de dramaturgia com Ana Vitória Vieira Monteiro
- dinâmicas jurídicas com Vilma Gil Gomes.

 

Ou ainda:

- palestras únicas com um dos profissionais envolvidos;
- aula – master com Leona Cavalli;
- ou incorporando o CAMINHO DAS PEDRAS em outros cursos, da mesma maneira, em partes ou no conjunto.


Cada CAMINHO percorrido é diferente do outro, com peculiaridades próprias dos caminhantes, que mudam como a platéia e as estações do ano. Embora a trilha seja a mesma, o TEMPO nunca é o mesmo. As PEDRAS, embora ÚNICAS, são vivas, como a ARTE que os caminhantes representam em sua contemporaneidade enquanto artistas…

md_5aeee1cb35919.png
e5f752b9c11ba3e632fee6c8065d6f0e.png
youtube-logo-1.png