Hamlet

Ham-Let
(William Shakespeare): O mais célebre texto de
Shakespeare protagonizado por Marcelo Drummond, numa interpretação
solar inspirada no ídolo de sua geração,
Cazuza, nos Tupys, e na réplica de Oswald de Andrade ao
famoso “To be or not to be”: “Tupy or not Tupy, that
is the question”. O rei da Dinamarca (Zé Celso), pai de
Ham-let, é assassinado e o príncipe retorna à
Dinamarca para herdar o trono. O Fantasma do seu pai faz uma
aparição e denuncia ao filho que foi assassinado pelo
próprio irmão: Cláudio (Walney de Assis), que
usurpa o trono casando-se com Gertrudes (Gisela Marques), rainha e
mãe de Ham-let. Ofélia é vivida por Camila
Mota. Ham-let busca múltiplas ações criativas,
através, principalmente, do fazer do teatro, para vingar o
pai evitando as ações convencionais, ressentidas,
maniqueístas. Essa obra clássica ganhou a força
trágica na encenação no período do
Impeachment de Collor, quando todo o Brasil vestiu Preto-Hamlet.
Normalmente cortada pelos grupos que montam a peça, na versão
do Oficina a trama apresenta-se na beleza de sua integridade,
identificando a situação de guerra dos Impérios
de cinco séculos atrás com a situação
atual de decadência do último Império.

md_5aeee1cb35919.png
e5f752b9c11ba3e632fee6c8065d6f0e.png
youtube-logo-1.png